• 962091912
  • geral@limitesinvisiveis.pt

A história por trás do Projeto

"Cada criança tem o direito e o dever a viver a sua infância. Infância que é única, irrepetível e
que nos acompanha ao longo da vida, não apenas através do apelo a memórias, mas também
pelas experiências vividas, e que nos permitem ser quem somos, umas com fracassos e que
nos levam a lidar com a frustração e a ser mais persistentes, mas outras repletas de conquistas
e que nos elevam a autoconfiança, permitindo dizer bem alto “consegui, eu sou capaz”.

(Aida Figueiredo)

 

O Projeto Limites Invisíveis nasceu do interesse de docentes da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Coimbra (ESEC/IPC) e do Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro (DEP/UA) em torno da problemática da organização de ambientes potenciadores do desenvolvimento, da aprendizagem e do bem-estar das crianças, e especificamente em torno das potencialidades educativas dos ambientes exteriores.

As intenções iniciais do Projeto foram posteriormente ampliadas, através do envolvimento do Centro de Apoio Social de Pais e Amigos da Escola (CASPAE), que assumiu a execução do projeto.

O coração do Projeto Limites Invisíveis centra-se na implementação de Programas de Educação Natureza, desenvolvidos em complementaridade à oferta educativa formal para crianças até aos 10 anos. É um projeto inspirado nas Forest Kindergarten ou Nature Kindergarten dos países escandinavos (Forest Schools nos países de língua inglesa).

A implementação dos Programas ocorre numa área integrada na natureza (Mata Nacional do Choupal), contando com uma estrutura de apoio – edifício -, cedida pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

A implementação teve início com grupos de crianças entre os 3 e os 6 anos, de dois estabelecimentos de educação pré-escolar da cidade de Coimbra, através de um projeto-piloto, desenvolvido entre fevereiro de 2016 e janeiro de 2017.

Numa segunda fase, o Projeto abrange o alargamento a outras instituições da rede de educação pré-escolar, bem  como a escolas de 1º ciclo do ensino básico.

O Projeto integra três componentes: Intervenção Educativa, Consultoria/Formação em Contexto e Investigação.